Midias Sociais 



18 de Março de 2020

AVIMIG/SINPAMIG ALERTAM SOBRE MEDIDAS DE PREVENÇÃO E COMBATE AO CORONAVÍRUS

 


Buscando preservar a saúde de nossos associados, colaboradores, integrados e a sanidade da cadeia de produção avícola mineira, a Associação dos Avicultores de Minas Gerais (Avimig) e o Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado de Minas Gerais (Sinpamig), informam que estão acompanhando de perto a evolução mundial do novo Coronavírus (Covid-19) e estão atentos às orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), Ministério da Saúde e Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). Diante dessa situação, é necessário que profissionais e agroindústrias do setor adotem medidas preventivas como:


• Cancelar viagens a trabalho ao exterior;

• Manter "quarentena" de 14 dias aos profissionais que tenham visitado países com registros de focos da enfermidade;

• As viagens dentro do país devem ser realizadas somente em caso de extrema urgência;

• As agroindústrias do setor devem suspender visitas técnicas em suas unidades produtivas, bem como a circulação de seus colaboradores;

• Recomenda-se que as reuniões de trabalho sejam realizadas à distância, por intermédio de meios de comunicação, como conferência telefônica ou Skype.

• Reavaliar a realização de eventos internos e externos;

• Em caso de eventual ocorrência de sintomas graves do coronavírus é recomendado que o colaborador procure atendimento médico e notifique as autoridades de saúde pública da região, responsáveis por fornecerem orientações sobre as próximas etapas a serem tomadas.

• Seguindo as orientações do Ministério da Saúde, os casos graves devem ser encaminhados a um hospital de referência estadual para isolamento e tratamento. Os casos suspeitos leves podem não necessitar de hospitalização, sendo acompanhados pela atenção primária e instituídas medidas de precaução domiciliar.


A Avimig/Sinpamig ainda reiteram as recomendações da ABPA para medidas de biosseguridade em todos os elos da cadeia produtiva de aves. Reforçamos a restrição de visitas de pessoas procedentes de outros países às instalações avícolas com animais vivos ou que possuem relação direta com estas instalações - em especial, se o país de procedência for endêmico para doenças de notificação obrigatória à OIE. Além disso, solicitamos a máxima restrição das visitas de qualquer origem e atividade não ligada à empresa.


Vale ressaltar que as empresas devem contar com regimentos próprios de prevenção e realizar campanhas internas de orientação sobre o novo Coronavírus, promovendo a divulgação de recomendações de prevenção ao vírus, grupos de risco, principais sintomas e como cada colaborador pode fazer sua parte no combate ao Covid-19.


Diante da vital relevância do setor alimentício para o mundo e da distribuição dos nossos produtos da avicultura mineira em todo o território nacional e global, reforçamos a importância das empresas do setor continuarem operando todas as suas unidades. Devem ser tomados todos os esforços possíveis, com medidas preventivas internas e externas, para assegurar a continuidade dos nossos processos sem alterações, oferecendo segurança e alimentos de qualidade para a população nesse momento desafiador.


A Avimig/ Sinpamig tem consciência do seu papel associativista para a cadeia avícola mineira de corte e postura e continuará acompanhando os desdobramentos do quadro epidemiológico, tomando medidas que possam minimizar o avanço desta pandemia.



Antônio Carlos Vasconcelos Costa

Presidente da Avimig


Rodrigo Braga de Castro
Presidente do Sinpamig

 

 

 

Fonte: Avimig/Sinpamig

Voltar